quarta-feira, setembro 15, 2004

Panda Dá à Luz na China, Depois de Engravidar ao Ver Filmes Pornográficos

Publico, Sexta-feira, 03 de Setembro de 2004

A panda "China-America", de cinco anos, em cativeiro na China, deu ontem à luz duas crias gémeas, noticiou a Reuters. A notícia apanhou toda a gente de surpresa, porque na quarta-feira ainda não se tinha a certeza da gravidez. O insólito foi a panda ter engravidado depois de ter assistido a filmes pornográficos.

Hua Mei (palavra chinesa para "China-America") deu à luz as suas primeiras crias, e gozam as duas de boa saúde. Sabe-se que pelo menos uma é do sexo masculino, mas não foi possível determinar o da outra cria, porque a panda tinha-a aninhada ao colo.

"Todos deviam saltar de alegria por este nascimento", declarou o porta-voz do Centro de Investigação e Protecção do Panda Gigante Wolong. É que as taxas de fertilidade nos pandas selvagens são muito baixas, e sofrem uma redução drástica quando se referem a pandas em cativeiro.

Os gémeos são dois de uma série recente de nascimentos bem sucedidos na reserva, incluindo o bebé Ya'ao - ou "Olímpico de Atenas" -, que nasceu na véspera da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos 2004.

As informações dadas pelos tratadores há dois dias indicavam que Hua-Mei mostrava, sintomas típicos - perda de apetite e sono excessivo - de uma panda grávida que daria à luz em poucas semanas. Mas não havia certezas. "O diagnóstico cuidadoso em pandas grávidas é muito difícil", acrescentou o porta-voz.

No processo de acasalamento, os tratadores da "China-America" - baptizada assim porque nasceu no zoo de San Diego, EUA - tiveram o cuidado de lhe mostrar em filme como se processa a prática do acasalamento, ao temerem o seu escasso conhecimento na matéria por viver em cativeiro.